Comer bem é mais simples do que parece

10 novembro 2015, Comentários 0

Combinada com uma atividade física regular, uma alimentação adequada não apenas ajuda a limitar o ganho de peso mas também a eliminar uma série de problemas de saúde como cânceres, diabetes tipo 2, excesso de colesterol, doenças cardiovasculares, osteoporose, etc.

Muita gente acredita que comer bem significa ir a bons restaurantes e empanturrar-se com as iguarias oferecidas em cardápios de luxo. Mas isso é um engano. Comer bem significa adotar uma dieta variada e equilibrada, ou seja, comer de tudo, mas sempre em quantidades apropriadas.

Comer bem consiste em privilegiar alimentos benéficos para a nossa saúde (frutas, legumes, amidos, peixes) e limitar o consumo de alimentos açucarados (doces, bebidas com açúcar), salgados (salgadinhos, batatas fritas) e gordurosos (embutidos, manteiga, cremes).

Essa dieta equilibrada não se limita, é claro, a uma única refeição e nem a um único dia. Ela deve persistir de modo permanente.

Não existem, na verdade, alimentos proibidos, e nem alimentos milagrosos. Tudo depende do equilíbrio entre os diferentes componentes de uma refeição. Assim sendo, quando você exagerar nas calorias, durante uma refeição festiva, por exemplo, você poderá compensar o excesso consumindo refeições mais leves, depois.

Combinada com uma atividade física regular, uma alimentação adequada não apenas ajuda a limitar o ganho de peso mas também a eliminar uma série de problemas de saúde como cânceres, diabetes tipo 2, excesso de colesterol, doenças cardiovasculares, osteoporose, etc.

Pontos de referência

Um programa equilibrado de nutrição saudável costuma oferecer alguns pontos de referência necessários para um bom equilíbrio alimentar e outros pontos de referência dedicados à atividade física. Abaixo estão algumas indicações simples, fáceis de memorizar, para entrarmos numa dieta saudável:

Sempre em quantidades moderadas, consumir:

  • Frutas e legumes: pelo menos 5 vezes ao dia
  • Produtos lácteos: 3 vezes ao dia (3 ou 4 para as crianças e adolescentes)
  • Alimentos ricos em amido: pequenas quantidades em cada refeição, e conforme o apetite
  • Carne, peixes, ovos: 1 a 2 vezes por dia.
  • Gorduras e azeites: limitar.
  • Produtos que contenham açúcar: limitar.
  • Sal: limitar
  • Água: à vontade, durante e entre as refeições.
  • Atividades físicas: para pessoas adultas, pelo menos o equivalente a 30 minutos de caminhada rápida por dia; para crianças e adolescentes, pelo menos uma hora de caminhada rápida por dia.

Como comer melhor todos os dias?
Para algumas pessoas, cozinhar diariamente é um prazer ou até uma paixão. Para outras uma chatice! No entanto, cozinhar não significa passar horas realizando uma receita complicada. Alguns bons reflexos são suficientes para realizar rapidamente e sem esforços, refeições econômicas, equilibradas e muito saborosas! Sem falar que a cozinha é lugar de muita atividade física, e isso conta pontos!

Matéria publicada no site Brasil 247

Deixe uma resposta

This template supports the sidebar's widgets. Add one or use Full Width layout.